fbpx

Perseverança dos Santos – um chamado a todos cristãos

por | jul 25, 2019 | Doutrina

Aprenda no texto como a doutrina da Perserverança dos Santos pode impactar a sua vida.

Perseverança – Introdução.

Perseverança dos santos! Vivendo em tempos em que o evangelho vem sendo banalizado, falar sobre a perseverança dos santos é algo que soa estranho a muitos. A ideia regente sobre perseverança nos dias atuais está conectada ao sacrifício pessoal, no qual aqueles que seguem com fidelidade os mandamentos bíblicos terão bênçãos e alcançarão a paz. Contudo, é possível que as Escrituras estejam apresentando tal ideia sobre perseverança? Será que os autores bíblicos tinham em mente uma perseverança baseada na força do homem?

Quando se fala em perseverança dos santos, logo, imagina-se um esforço tremendo, algo penoso, um caminho árduo a seguir, alguns enxergam até mesmo como impossível de ser alcançada. Com tantas coisas ao redor do cristão trabalhando para derrubá-lo, perseverar até o fim parece uma utopia. Por isso, a pergunta: é possível que as Escrituras estejam apresentando tal ideia sobre perseverança dos santos? Será que os autores bíblicos tinham em mente algo impossível de ser vivido, com isso contaram histórias fictícias para dar alguma esperança ao povo?

 

Perseverança – O que as Escrituras apontam?

Um dos exemplos de perseverança dos santos que as Escrituras nos apresentam, pode ser visto através da vida do apóstolo Paulo ao escrever para os filipenses, ele diz: “Não que eu tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus” (Fp 3.12). Justin Taylor ao comentar sobre as palavras do apóstolo observa três verdades:

  • Perseverança, o fundamento de Paulo (e o nosso) era o fato de que Cristo nos tornou propriedade sua. Jesus nos diz o mesmo que disse aos seus discípulos: “Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário eu vos escolhi a vós outros” (Jo 15.16). Cristo é o iniciador desse relacionamento.

  • Perseverança, ainda não chegamos lá! Não há uma chegada final – quer no aspecto de qualidade, quer no aspecto de tempo – antes de estarmos face a face com Cristo. Estamos em um processo, ainda no meio da luta, correndo a carreira. Deus “começou a boa obra” em nós, mas a completará tão-somente no “Dia de Cristo” (Fp 1.6).

  • Perseverança, a despeito do fato de que, em última análise, essa é uma obra de Deus, ela é realizada por meio de nosso labor, e não em lugar de nosso labor. Paulo disse que temos de prosseguir, tornando-a nossa própria obra.

“Perseverança significa o envolvimento de nossa pessoa na mais intensa e concentrada devoção àqueles meios que Deus ordenou para cumprir seu propósito salvífico”. John Murray

 

Ações essências que precisamos tomar para perseverarmos:

  • Um tempo diário de comunhão com Deus.

  • Uma apropriação diária do Evangelho.

  • Um compromisso consigo mesmo de cumprir com as decisões tomadas.

  • Uma crença firme na soberania e no amor de Deus.

Decisões diárias para manter-se perseverante

Perseverança dos santos significa ter em mente o propósito de disciplina. “Prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Fp 3.14).

Escolha companheiros para uma vida de perseverança. “E perseveraram na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações” (At 2.42).

Persevere por almejar nossa verdadeira pátria.

“Nós, porém, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, nos quais habita a justiça” (2Pe 3.13).

Humildade, generosidade e pureza: meios para perseverança.

“Cingi-vos todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a sua graça. Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte” (1 Pe 5.5-6).

 

Por que perseverar?

Uma Coisa eu sei…

“Eu era cego e agora vejo” (Jo 9.25)

Uma coisa eu faço…

“Esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que estão diante de mim” (Fp 3.12)

Uma coisa eu busco…

“Uma coisa peço ao Senhor, e a buscarei” (Sl 27.4).

 

Conclusão

Perseverança dos santos não está conectada com obediência a Deus em troca de bênçãos. Também não é algo impossível de ser alcançado; embora não seja algo fácil tomar a decisão de ser perseverante todos os dias, é possível perseverar e as Escrituras nos apresentam o caminho “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor”(1 Co 15.58). Perseveramos não porquê somos bons, mas porque fomos capacitados a sermos perseverantes.

Wesley Felipe

Coordenador Pedagógico de Cursos do Ministério LER.

www.cursosler.com.br